top of page

A importância da confiança e segurança psicológica na construção de equipes eficazes

Por: Eduardo Afonso Ilustras e Design: Ingrid Victoria Copywriter: Larissa Lopes e Mateus William



O que é necessário para desenvolver equipes funcionais?


Espaços seguros nos quais os colaboradores possam se expressar autenticamente e aprender sem medo.


Ambientes de trabalho seguros são exatamente o que as pessoas necessitam e desejam. Chamamos essa dimensão de segurança psicológica. Quando se cria uma “atmosfera” saudável, com o propósito de promover contextos colaborativos e acolhedores.


Atualmente, no mercado, existem diversas abordagens relacionadas a essa temática. Entre as várias possibilidades, destacamos a abordagem "4 estágios de segurança psicológica" por Timothy Clark.


Esses estágios seguem uma sequência específica, e ao compreender esse processo, é possível entender como as empresas podem trazer e incorporar esse assunto em sua cultura. Convidamos a refletir, com base em suas experiências profissionais anteriores, momentos em que esses estágios foram proporcionados a você como parte de sua trajetória.



Posso ser meu “eu autêntico"? - Segurança da inclusão


Todos nós, como seres humanos, temos o direito de sermos incluídos, independentemente de nossa etnia, religião ou nacionalidade. Temos o direito de pertencer e sermos aceitos em grupos. Embora pareça óbvio, infelizmente, isso não é tão claro para muitas pessoas, inclusive em espaços do mundo do trabalho.


A segurança da inclusão busca responder a várias perguntas que certamente surgem em nossas mentes quando estamos começando em uma nova empresa, um novo cargo...


Posso ser eu mesmo? Posso trazer minha originalidade para este ambiente? Posso ter certas características e não ser questionado por ser verdadeiramente quem sou?


Esse estágio inicial é impactante nos contextos de trabalho em time, pois quando estamos em uma equipe, em primeiro momento, é importante sentir-se parte desse time, pertencendo a ele. Isso ocorre antes mesmo da minha necessidade de aprender sobre o cargo em que estou. Primeiro, estabeleço o sentimento de pertencimento e, em seguida, posso aprender, crescer e desenvolver outras habilidades.


E quando falamos de inclusão, falamos de incluir todo mundo. Talvez, um dos nossos maiores equívocos seja pensar que a exclusão pode ocorrer apenas com aquelas pessoas que vão ocupar cargos menores, correto? Mas o fato é que a hierarquia não garante a inclusão.


Por isso, um CEO ou uma nova diretora de uma organização quando entram para um time, tem a necessidade essencial de poder se sentirem incluídos. Muitas vezes, não percebemos essa necessidade de incluí-los por acreditarmos que por estarem em um cargo de liderança, não precisam ser vistos. No entanto, a inclusão é fundamental em todos os níveis hierárquicos. Todos devem ser vistos!


É de extrema importância que cada pessoa tenha espaço para ser quem é, com legitimidade de pertencimento. Assim, quando alguém se encontra nesse lugar, abre-se espaço para o segundo estágio: a segurança do aprendiz.



Posso aprender e Crescer? - Segurança do aprendiz


Posso levantar a mão e ter dúvidas? Será que posso admitir que não sei? Tenho espaço para errar? É permitido que eu questione o funcionamento das coisas, já que ainda não conheço todos os detalhes de como tudo acontece?


O lugar para essas dúvidas sempre existirá. A questão é como os ambientes corporativos são construídos e estabelecidos, de forma a, idealmente, incentivar as pessoas a se sentirem confortáveis em assumir a posição de aprendizes.


Afinal, em vários momentos de nossas carreiras, ser aprendiz fez e fará parte do processo profissional.


Alguém pode ingressar em um novo cargo com um currículo espetacular, várias especializações e reconhecimento no mercado. No entanto, ao entrar em um novo ambiente, inevitavelmente haverá aspectos desconhecidos para essa pessoa. No mínimo, ela se tornará um aprendiz da cultura daquele lugar, tanto na forma como as coisas acontecem ali, quanto na maneira como as pessoas são reconhecidas.


Promover a segurança do aprendiz é o que garantirá que a empresa tenha velocidade e possibilidade de se adaptar, além de se abrir para novidades e incluir pessoas diversas. Assim, será possível trazer equidade e diversidade para a equipe.



Posso contribuir e agregar valor? - Segurança do colaborador


Você já percebeu que todo jogador que vai para a copa do mundo quer participar do jogo? Independentemente de estar no banco ou não, todos querem jogar. No mundo corporativo também funciona assim.


Para aqueles que são comprometidos e estão imersos na cultura da empresa, participar ativamente daquele ambiente será um ato totalmente inato e espontâneo.


Se a empresa já possui um espaço de inclusão consolidado e oferece a oportunidade para que todos aprendam mais sobre a empresa, time e ambiente, nesse cenário cria-se uma oportunidade que desperta o desejo para que todos tragam sua voz, contribuam e sejam ouvidos naquilo que possa agregar valor para o time.



Posso ser honesto em relação a mudança? - Segurança do desafiador


Por vezes, ter características que desafiam as relações propostas não são bem vistas. No entanto, a obtenção desse último estágio permite às empresas alcançarem um patamar elevado, criando condições para que os colaboradores tenham coragem de confrontar o status quo, questionando o que está sendo apresentado como única verdade, além de buscarem outros caminhos além do que está sendo apresentado.


Sua empresa silencia ou valoriza pessoas assim? Todos conseguem se sentir confortáveis para fazer esses apontamentos?


Lidar com opiniões e diferentes pontos de vista é essencial. Uma organização que consegue promover uma mentalidade em que todos possam divergir entre si obtém algo poderoso, pois é nesse ambiente que surgem novos insights e soluções.



Considerações finais (Soluções para encontrar um lugar seguro)


Tendo em vista que cada equipe e empresa são espaços únicos, podemos encontrar a solução para desenvolver ambientes seguros particularmente funcionais para aquele contexto. Olhando atentamente para a dinâmica da organização e identificando pontos de melhoria, é possível proporcionar um ambiente psicologicamente seguro e saudável.


Portanto, tente refletir se os estágios descritos no texto estão ocorrendo dentro da organização da qual você faz parte. Reveja-os, questione e observe o seu papel nessas etapas, tanto como colaborador quanto como líder, pois segurança psicológica também é criada por meio do nosso comprometimento.


E que esteja sempre em nossa mente que somente em espaços seguros, onde há confiança, conseguiremos construir tudo que desejamos alcançar como organização!




Por: Eduardo M S Afonso - Designer Ontológico e sócio Atma Genus e Ontológica




コメント


INSCREVA-SE E RECEBA CONTEÚDO FRESQUINHO!

Obrigada pela inscrição!

bottom of page